O Amor
Não são palavras tolas que se dizem ao azar
Por um momento sem pensar
São essas outras coisas que se sentem sem falar
Por um sorrir, um abraçar

O amor, o amor, o amor, o amor

O Amor
Às vezes nunca chega porque passa sem chamar
Se vai buscando a quem amar
Às vezes quando chega chega tarde porque já
Tem alguém em seu lugar

O amor, o amor, o amor, o amor

O Amor
Não sabe de fronteiras de distâncias nem lugar
não tem idade pode chegar
perdido entre as pessoas ou encostada a um cantar, a um sorrir, a um chorar

O amor, o amor, o amor, o amor

O amor
É esquecer reprovações e tudo perdoar para voltar a começar
É não dizer nada e em silêncio caminhar
É oferecer sem esperar

O amor, o amor, amor, o amor
O amor, o amor, amor, o amor

  • eiric

    Submitted by

    eiric at Thu 19 Nov, 2015 7:57 pm

  • <
Copyrights
Author: ?
Composer: ?
Publisher:
More details
Published in: 1978
Language: Portuguese
Available on: Ás Vezes Tu, Ás Vezes Eu (1978)

Reactions

CommonCrawl [Bot]

Follow Muzikum